Seguir

CÉLULAS: Troca de célula de bateria: vale a pena?

As baterias de íon-lítio compõem a grande maioria dos aparelhos que possuímos atualmente. Apesar destes materiais aguentarem de 300 a 500 ciclos de carga, sua duração depende muito da forma que é utilizada e consumo do notebook.

 

 

Em alguns casos a bateria pode ficar descalibrada, indicar o tempo de duração de forma errada ou sofrer desgaste natural. Muitas das vezes, a solução considerada para recuperar a bateria de íon-lítio é realizando a troca de célula da bateria. Mas será que este procedimento vale a pena?

 

Como é feita a troca de célula de bateria

A troca de célula de bateria é um procedimento um pouco trabalhoso. O processo envolve  desmontar a carcaça da bateria, retirar a células antigas, substituir pelas novas, soldar o que for necessário e encaixar tudo.

 

A maioria das baterias atuais usam um layout com 6 células cilíndricas ligadas em duas séries de três células, por isso temos apenas 4 contatos indo para a placa controladora. A parte mais perigosa é soldar as novas células, já que as células de lítio se degradam rapidamente caso sejam superaquecidas.

 

Isso demanda uma boa dose de experiência. Uma boa técnica é colocar um pouco de estanho entre a folha metálica e a célula, pressioná-la contra a bateria usando uma chave de fenda e fazer a junção encostando o ferro de solda na folha e não diretamente na célula.

 

É preciso ter também extremo cuidado durante todo o trabalho, checando e rechecando as polaridades e tomando todo o cuidado para que as células nunca entrem em curto. As células Li-Ion são vendidas com 40% de carga, por isso o circuito estará ativo o tempo todo, demandando cuidado redobrado. Ao terminar, é vital que todos os contatos sejam bem isolados.

 

Riscos da troca de célula de bateria do notebook

 

Explosão de células

Sem o devido cuidado, choques, superaquecimento ou uma possível inversão na ligação de polos de energia podem levar a acidentes como a explosão das células, que além de danificar a peça podem gerar queimaduras e ferimentos no corpo.

 

Dificuldade em encontrar célula nova e compatível

Não é tão fácil encontrar células de bateria de notebook novas e compatíveis no Brasil. Importar pode ser uma alternativa se você entende o assunto, porém existe o risco de comprar o produto incompatível, com mesma voltagem, com longo prazo de envio, em valores altos, sem garantia e ainda podem vir peças usadas no lugar de novas.

 

Quando o defeito não está na célula de bateria

A falha na bateria pode estar além das células, na placa lógica. Já será trabalho suficiente realizar a troca de células só para descobrir isso. Entretanto, encontrar, trocar ou consertar esta peça é um grande complicador.

 

Os softwares ou drivers internos que não reconhecem novas células

Todas as baterias possuem na placa lógica interna um pequeno programa que informa o nível de carga para o notebook. Para muitos modelos, este programa é responsável também pelo reconhecimento da bateria pelo equipamento. Existem casos em que uma mudança ou retirada das células originais pode corromper este software, inutilizando a bateria.

 

Na placa lógica também existem sistemas de segurança que armazenam as informações sobre as células em um chip de memória não volátil e podem bloquear a carga da bateria caso elas sejam substituídas.

 

Danos na placa lógica durante o procedimento

A placa lógica é uma parte sensível da bateria, e em alguns modelos mais que outros, ao montar e desmontar, trocar soldas e afins, o risco de causar um dano irreparável é grande.

 

Portanto, a melhor coisa a se fazer quando a bateria apresentar um desgaste que parece irreversível por procedimentos normais, é pedir uma nova.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk